• ,

    Hot Popular

    Como fazer para prevenir pedras nos rins

    Muitas pessoas sofrem com as temidas pedras nos rins e você já deve ter ouvido falar nesse mal, não é mesmo? O tamanho dessas pedras varia de caso para caso, podendo ser do tamanho de um grão de areia ou podendo ter as medidas de uma bola de golfe. Essas pedras se formam quando os minerais da nossa urina se cristalizam, por isso ganha o nome de pedra. Esses minerais podem ser ácido úrico ou cálcio, dificultando a diluição da urina. O modo com que o nosso corpo absorve e elimina o cálcio e demais substâncias é o fator denominante nas condições da formação dessas pedras.

    O problema é que muitas pessoas esperam sofrer com isso para poder voltar seus olhos e cuidar da forma correta. Existem, por sorte, diversos métodos de prevenir a formação dessas pedras e que podemos fazer em casa. Pensando um pouco sobre isso, resolvemos trazer alguns método que te ajudarão a evitar a formação desse mal no corpo. Confira conosco 7 formas de prevenir pedras nos rins.

    Beba muita água

    Foto: tuasaude.com / Para saber se você está bebendo água o suficiente, basta olhar a cor da urina. Quanto mais clara, mais saudável estará os rins.

    O principal fator de risco para a formação de pedras nos rins é não beber água o suficiente. Se a sua urina estiver amarela escura, você não está se hidratando o suficiente. Basta prestar atenção nisso. A quantidade varia de pessoa e de situação. Se o recomendado for 2 litros se água por dia, essa quantidade deve ser aumentada em ambientes quentes e secos. O mesmo deve ser feito se você aumentar seus exercícios físicos. Não é recomendado beber em excesso também, pois uma quantidade muito alta faz com que o organismo não absorva tudo.

    Evite alimentos ricos em oxalatos

    Foto: tuasaude.com / Oxalatos são sais ou esteres do ácido, o que aumenta o risco de formação de pedras nos rins.

    Alimentos ricos em oxalatos, como beterraba, espinafre, queijo cheddar, nozes, chocolate, soja e seus derivados podem trazer muito risco aos rins. Esse método é ainda mais recomendado para as pessoas com propensão a sofrer com as pedras formadas nessa região.

    Evite açúcar, refrigerantes e frutose

    Foto: tuasaude.com / Uma simples lata de Coca-Cola possui grande quantidade de açúcar, podendo superar as vezes o que deveríamos ingerir em um dia inteiro.

    Alimentos e bebidas ricos em açúcar são capazes de iniciar o processo de formação de pedras nos rins. Isso acontece porque o açúcar interfere diretamente nas relações minerais do nosso corpo, incluindo a absorção de magnésio e cálcio. Esse risco é ainda maior em crianças e por isso recomenda-se negar ao máximo, pois seu organismo é ainda mais frágil.

    Evite consumir soja não fermentada

    Foto: tuasaude.com / O consumo de grãos de soja não fermentados podem promover as pedras nos rins de quem têm suscetibilidade, pois contem altos níveis de oxalato.

    Se você quer começar a ingerir soja e seus derivados, deve-se optar pela soja fermentada, pois o processo de fermentação reduz o fitato, bloqueador de ingestão de minerais essenciais do nosso corpo. Além disso, os níveis de anti-nutrientes dos grãos são reduzidos, assim deixando suas propriedades benéficas disponíveis para seu sistema digestivo.

    Faça exercícios

    Foto: tuasaude.com / Exercícios físicos são recomendados para a saúde geral do nosso corpo, não apenas na prevenção de cálculos renais.

    A prática de qualquer exercício pode auxiliar até mesmo no bom funcionamento do coração.

    O sedentarismo por longos períodos pode levar à formação de pedras nos rins, pois a atividade limitada faz com que os nossos ossos liberem mais cálcio. A prática de exercícios ainda auxilia na solução de problemas de alta pressão arterial, o que duplica o risco de pedras nos rins.

    Evite o consumo de sal em excesso

    Foto: tuasaude.com /  Assim como o açúcar, o sal pode trazer diversos malefícios para o nosso corpo e um deles é a formação de pedras nos rins

    Deve-se evitar o consumo em excesso de sal, mesmo sendo um elemento essencial na nossa alimentação. No entanto, o alto consumo dele afeta a nossa circulação sanguínea, causando então riscos de desenvolvimento de pedra nos rins.

    Evite medicamentos em excesso

    Foto: tuasaude.com / O alto consumo de medicamentos, independente de qual seja, não é recomendado, pois interfere no funcionamento natural do nosso corpo.

    Diversos medicamentos que compramos em farmácias aumentam o risco de desenvolvimento de pedras nos rins. Isso acontece porque eles contêm laxantes. Essas substâncias fazem com o que o nosso corpo seja incapaz de absorver todos os nutrientes que precisamos, causando desequilíbrio eletrolítico.

    E aí, o que você achou dessa lista? Compartilhe com todos os seus amigos e ajude-os a prevenir pedras nos rins.

    Fontes: Mundo Boa Forma, Healthline, Vila Mulher

    Imagens: Tua Saúde, O Imparcial

  • ,

    O que comer antes do treino?

    Uma das perguntas mais frequentes entre pessoas que vão a academia, seja para fazer musculação, praticar alguma estilo de luta ou mesmo para o famoso crossfit, é o que comer antes e depois do treino. Nessa matéria vamos abordar alguns dos alimentos que você precisa comer antes do treino e posteriormente faremos uma matéria com todos os alimentos que você precisa comer logo depois de puxar ferra ou praticar alguma atividade física.

    A importância de consumir o alimento certo antes do treino faz com que você tenha um melhor desempenho no treino e também que você se recupera melhor após a atividade. Não iremos falar nessa matéria de nenhum suplemento pré-treino, apenas de alimento que você pode consumir antes da atividade e também qual é o tempo ideal para consumir esses alimentos. Confira:

    Carboidratos

    Foto: tuasaude.com

    Os músculos utilizam a glicose que vem dos carboidratos como um tipo de combustível. Caso você tenha um estoque de carboidrato recente no seu corpo, ele irá utilizá-los, principalmente quando estamos falando de exercícios como musculação, o crossfit e também algum estilo de HIIT. Até mesmo em dietas low carb, onde o carboidrato é pouco presente ou até inexistente, é bom consumir um pouco para não se sentir esgotado e poder dar seu melhor no treino.

    O ideal aqui é consumir carboidratos que são de fácil absorção para o corpo:

    • Batata doce
    • Tapioca
    • Frutas ricas em carboidrato (banana ou maçã)

    Proteína

    Foto: tuasaude.com

    Alguns estudos vem mostrando que a proteína pode ser ótima para comer antes do treino, porém sua principal função aqui está na recuperação. O melhor é que você pode comer junto com o carboidrato da sua escolha, tornando a refeição ainda mais prazerosa. Simplificando, a proteína além de melhorar seu pós treino, vai te ajudar a ter um treino melhor, uma vez que vai dar uma forcinha para seus músculos durante o treino.

    As proteínas para consumir antes do treino são:

    • Ovos
    • Atum
    • Peito de peru
    • Queijo magro

    Gorduras

    Foto: tuasaude.com

    Ainda são necessários muitos estudos sobre o que as gorduras pode fazer para nosso treino, mas existem indícios de que ela é ótima para treinos longos com uma intensidade mais baixa. Um exemplo é o aeróbico comum, onde pessoas passam longos períodos caminhando, pedalando ou correndo.

    Dê preferência para gorduras saudáveis:

    • Abacate
    • Óleo de coco
    • Manteiga

    Quando comer?

    Foto: tuasaude.com

    O horário em que você faz a refeição é extremamente importante. Seu sistema digestivo não funciona instantaneamente, ou seja, ela precisa de tempo para processar tudo que está chegando no corpo. O ideal é consumir sua refeição entre 2 a 3 horas do seu treino e quando isso for impossível, consumir baixas quantidades de alimentos. Quando comemos muito logo antes do treino, o sangue que deveria ir para os músculos irá competir com o sangue necessário para fazer o sistema digestivo funcionar. Em alguns casos pessoas até desmaiam pelo excesso de processo que estão acontecendo no corpo, além do músculo não dar 100% do que ele pode oferecer.

    E aí, o que achou de todos esses alimentos para comer antes do treino? Comenta aí e compartilha com todo mundo.

    Fontes: Healthline

    Imagens: Tua Saúde, Boa Forma

  • ,

    Como fazer a Dieta Mediterrânea

    Muitas pessoas recorrem a vários métodos para conseguir o tão buscado corpo saudável e em forma. Malhação, processos mais grotescos como cirurgias e dietas estão entre os caminhos mais percorridos. Entre eles destaca-se a dieta mediterrânea, você já ouviu falar. Essa dieta, também chamada de ‘dieta do mediterrâneo’ é baseada no consumo de alimentos naturais e frescos como, por exemplo, o azeite, legumes, frutas, cereais, queijo e leite. É extremamente necessário evitar produtos industrializados e, se formos a seguir, devemos eliminar por completo o consumo de salsichas, comidas congeladas e etc.

    Essa dieta, na verdade é um tipo de alimentação que ajudará a mudar o estilo de vida das pessoas. É a prova de que nem sempre precisa de poucas calorias para conseguir um bom emagrecimento, pois ela melhora de forma natural o metabolismo, favorecendo o controle do peso. Pensando nisso, trouxemos para vocês uma explicação de como é feita essa dieta. Confira conosco a seguir.

    Evite produtos industrializados

    Foto: tuasaude.com / Os produtos da dieta mediterrânea devem ser naturais, assim oferecendo ao corpo as melhores proteínas.

    Na dieta mediterrânea, os produtos devem ser na maior parte naturais, principalmente de origem vegetal como azeite, arroz integral, soja, ovos e leite. Devemos ainda largar o hábito de comer produtos que já vêm prontos, como bolos, biscoitos e etc. Retirando produtos industrializados da alimentação, diminuímos a produção de toxinas no organismo e isso reduz a inflamação e combate a retenção de líquidos, ajudando a desinchar de forma natural.

    Aumentar o consumo de peixes e frutos do mar

    Foto: tuasaude.com / Peixes e frutos do mar são ricos em proteínas e gorduras boas. Esses são indispensáveis nessa dieta.

    É recomendado consumir peixes ou frutos do mar pelo menos duas vezes por semana. Isso porque esses são fontes de proteínas e gorduras boas, como o ômega-3, que atua no nosso corpo como anti-inflamatório. Isso ajuda a aliviar dores nas articulações, melhorando a nossa circulação sanguínea e prevenindo doenças cardíacas.

    Consumo de azeite e gorduras boas

    Foto: tuasaude.com / Além do azeite, podemos consumir óleo de canola e linhaça para obter os mesmos benefícios.

    O azeite é extremamente rico em gorduras boas para o coração e ajuda a controlar o colesterol, prevenindo doenças cardiovasculares. Podemos adicionar o azeite na preparação já pronta, consumindo no máximo duas colheres de sopa diariamente. Ele pode ainda ser utilizado para cozinhas, fazendo refogados e carnes ou peixes grelhados.

    Alimentos integrais

    Foto: tuasaude.com / Os alimentos integrais ajudam na melhoria do metabolismo e ainda fortalecem os músculos.

    A dieta mediterrânea é rica em alimentos integrais, como farinha, aveia, arroz e macarrão integral. Esses são ricos em fibra, vitaminas e minerais capazes de melhorar o funcionamento do organismo. Além disso, combatem a prisão de ventre e diminuem a absorção de açúcares e gorduras do intestino. Além desses grãos, devemos adicionar vegetais proteicos, como feijão, soja, grão-de-bico, semente de abóbora e linhaça. Esses ajudam a fortalecer os músculos e melhoram o metabolismo.

    Frutas e verduras

    Foto: tuasaude.com / Frutas e verduras são essenciais em qualquer tipo de dieta, pois são fontes naturais de diversas vitaminas

    Quando resolvemos fazer a dieta mediterrânea, devemos aumentar o consumo de frutas e verduras, pois assim iremos obter as fibras, vitaminas e minerais necessários para o metabolismo. Além disso, esses alimentos trazem a sensação de saciedade, o que ajuda na perda de peso. É recomendado comer no mínimo três frutas diferentes por dia. É melhor ainda comê-las após uma refeição.

    Leite e derivados desnatados

    Foto: tuasaude.com / Para melhorar o gosto do iogurte natural, podemos adicionar uma pequena quantidade de mel.

    O consumo de leite e derivados desnatados ajuda a diminuir o consumo de gordura. Podemos optar por iogurtes naturais, queijos brancos, como ricota e cottage, ou escolher as versões light dos produtos.

    Bebidas

    Foto: tuasaude.com / Nada de refrigerantes ou sucos naturais contendo açúcar quando estiver seguindo essa dieta.

    A bebida mais indicada para acompanhar uma alimentação e ainda matar a sede é a água. Podemos ainda adicionar em um copo algumas rodelas de limão ou gengibre, criando então a água saborizada. Se preferir outras bebidas, é recomendado (e permitido) 1 taça de vinho, principalmente após o jantar.

    Confira conosco uma dica de cardápio de 1 dia da dieta. Você pode encontrar mais na internet.

    • Café da manhã: 1 copo de leite desnatado + 1 pão integral com ricota + 1 fatia de mamão.
    • Lanche da manhã: 3 torradas integrais + manteiga + 2 castanhas.
    • Almoço: meia posta de salmão grelhado + 2 batatas cozidas regadas com azeite e brócolis.
    • Lanche da tarde: 1 iogurte natural + 1 colher de chá de linhaça + 1 tapioca com queijo light + 1 banana
    • Jantar: 1 coxa de frango cozida com 2 colheres de ervilha + salada de alface crespa, tomate e cebola roxa + 1 pera.

    E aí, o que você achou dessa dieta? Compartilhe já com seus amigos.

    Fontes: Eating Well, Tua Saúde, Minha Vida

    Imagens: Tua Saúde, Dr. Juliano Pimental

  • ,

    Como fazer a Dieta DASH

    As dietas estão entre os métodos mais eficazes para obter uma boa saúde e uma forma física agradável para nós mesmos. Nem todas são focadas no emagrecimento, visto que algumas pessoas buscam se manter como estão e, mais do que isso, alcançar a “saúde perfeita”. Para isso, recorrem a vários tipos, incluindo a Dieta Dash. Essa, por exemplo, tem como objetivo principal ajudar a reduzir a pressão arterial, ainda sim ajudando a equilibrar o peso ou emagrecer de forma natural. A Dieta Dash ajuda ainda a controlar a diabetes. Dash, da dieta, vem no termo em inglês Dietary Approches to Stop Hypertension, que significa ‘Métodos Para Combater a Hipertensão’.

    Ela é focada principalmente no estímulo ao consumo de grãos integrais e vegetais no geral. A rotina alimentar pode ser mantida quando utilizada para perder peso. No entanto, deve-se fazer um consumo menor que o habitual, assim reduzindo as calorias da dieta.

    Como essa dieta funciona

    Foto: tuasaude.com / A dieta dash age além do combate à hipertensão, podendo controlar a obesidade, a diabetes e a pressão alta.

    A Dieta Dash foca além da redução de sal para controlar a hipertensão. Na verdade, ela foca principalmente em melhorar a qualidade dos alimentos que consumimos diariamente, ajudando também a controlar diversos outros problemas comuns, como o colesterol alto, a diabetes e até mesmo a obesidade.

    Alimentos permitidos na dieta

    Foto: tuasaude.com / Os alimentos ricos em proteínas naturais são os mais recomendados, pois ajudam o nosso corpo sem intervenção de química.

    Os alimentos principais dessa dieta são aqueles ricos em proteínas, fibras, potássio, magnésio, cálcio e gorduras saudáveis. Podemos acrescentar na dieta:

    • Frutas
    • Legumes e verduras
    • Leites e derivados, porém desnatados
    • Grãos integrais: aveia, arroz integral, quinoa e farinha de trigo
    • Carnes magras: peixes (preferência), frango e cortes magros de carnes vermelhas
    • Gorduras boas: amendoim, nozes, avelãs, azeita e castanhas.
    • Alimentos proibidos

    Bebidas alcoólicas devem ser deixadas de lado durante o segmento dessa dieta.

    Há alguns alimentos que devemos cortar por completo dessa dieta ou, pelo menos, evitar ao máximo, pois vão contra tudo o que ela busca. Confira conosco uma lista para se ter noção:

    • Doces e alimentos ricos em açúcar, isso inclui os produtos industrializados como refrigerantes, biscoitos recheados, massas prontas para bolos e até mesmo achocolatados.
    • Alimentos ricos em farinha branca: macarrão, pão branco, biscoitos e etc.
    • Alimentos ricos em gordura saturada: carnes vermelhas com muita gordura, linguiça, bacon, salsicha e etc.
    • Bebidas alcoólicas no geral.

    Cardápio da Dieta Dash (exemplo de três dias)

    Dia 1:

    • Café da manhã: 1 copo de leite desnatados com café sem açúcar + pão integral com queijo branco fresco.
    • Lanche da manhã: 10 morangos + 5 castanhas de caju.
    • Almoço/jantar: Arroz integral + couve refogada + filé de peixe grelhado.
    • Lanche da tarde: 1 iogurte natural + 2 colheres de sopa de granola.

    Dia 2:

    • Café da manhã: 2 fatias de mamão com chia e aveia + 1 ovo frito com queijo.
    • Lanche da manhã: 1 iogurte natural.
    • Almoço/jantar: carne moída de patinho + macarrão integral ao molho de tomate.
    • Lanche da tarde: Café sem açúcar + torradas integrais com creme de ricota

    Dia 3:

    • Café da manhã: 1 iogurte natural + 1 fatia de pão integral com ovo.
    • Lanche da manhã: 1 banana + 1 colher de pasta de amendoim.
    • Almoço/jantar: purê de batata doce + filé de frango ao forno com queijo ralado + salada crua.
    • Lanche da tarde: 1 copo de vitamina de abacate + 1 colher de chá de chia.

    E aí, o que você achou dessa dieta? Compartilhe com seus amigos.

    Fontes: Tua Saúde, Minha Vida

    Imagens: Tua Saúde, Suplementos Brasil

  • ,

    7 dicas para acabar com manchas na pele

    Muitas pessoas, no decorrer da vida, enfrentam diversos problemas de saúde e na pele. Um dos maiores e mais comuns entre eles são as manchas que surgem. Podemos nos deparar com manchas escuras que surgem por vários fatores, incluindo a exposição solar. Outras causas são o envelhecimento ou o excesso de acnes. Há tratamentos dermatológicos para lidar com essas manchas, que também podem surgir por causa do uso de alguns medicamentos. No entanto, nem todos podem pagar por um tratamento, pois esse demandam tempo e algumas vezes muito dinheiro.

    Por sorte, existem métodos naturais de lidar com esse problema. Podemos recorrer à remédios naturais, os famosos “conselho de vovó”. É recomendada a visita a um profissional antes de seguir qualquer uma dessas dicas. Pensando um pouco sobre isso, resolvemos listar para você algumas tratamentos caseiros para manchas de origem conhecida como a exposição ao sol, acnes e etc. Confira conosco essa lista e surpreenda-se.

    Aloe e Vera

    Foto: tuasaude.com / O gel de Aloe e Vera é feito a partir da extração das folhas da planta. Ele é bastante útil para diversos problemas, incluindo as manchas escuras na pele.

    Podemos recorrer ao gel de Aloe e Vera que é extraído das folhas da planta. Ela é extremamente útil no caso de manchas escuras na pele que podem ser causadas pela exposição ao Sol. Para obter um bom resultado, basta aplicar com frequência nos pontos mais críticos. Faça uma compressa sobre a pele, nos locais manchados e logo perceberá a diminuição das marcas e até o desaparecimento das mesmas.

    Óleo de Rosa Mosqueta

    Foto: tuasaude.com / O óleo de Rosa Mosqueta pode ser encontrado mais facilmente no Chile, pois a planta de mesmo nome cresce com mais frequência no país.

    Esse é um óleo vegetal bastante precioso e é derivado da planta de mesmo nome. Essa cresce espontaneamente no Chile. Além de combater as manchas, esse óleo previne rugas e marcas de cicatrizes. Basta aplicar regularmente para ajudar a pele, assim alisando-a e clareando-a.

    Água Oxigenada

    Foto: tuasaude.com / A água oxigenada mais indicada é a 3% (volume 10). Essa mesma é utilizada para desinfetar feridas.

    Deve-se usar pequenas quantidades e em concentrações mais baixas no procedimento. A água oxigenada é mais útil para lidar com as manchas na pele do que as pessoas imaginam. Esse método é mais eficaz nos problemas nas mãos, causados por envelhecimento ou por nicotina. Basta colocar algumas gotas em um pedaço de algodão e aplicar frequentemente antes de dormir. Faça isso por vários dias e perceberá o resultado. Se a sua pele começar a apresentar vermelhidão ou sensibilidade, interrompa o tratamento e procure ajuda médica.

    Suco de Limão

    Foto: tuasaude.com / O uso do suco de limão também ajuda a clarear sardas, além de combater as manchas na pele.

    Esse é o método caseiro mais conhecido pelas pessoas. A “receita da vovó” diz para usar o suco espremido na hora. São necessárias apenas algumas gotas e a aplicação constante. Deve-se usar apenas a noite, antes de dormir e lavar bem pela manhã, pois o contato do suco com o Sol pode resultar em queimaduras. Faça compressas, misturando o suco com água de rosas para obter um melhor resultado.

    Genciana

    Foto: tuasaude.com / O tratamento com raiz de genciana, assim com o suco de limão, age no clareamento de sardas nos rostos.

    A raiz da genciana é um ótimo e tradicional método para lidar com as manchas na pele. Essas raízes geralmente são vendidas para serem usadas em infusões. Podemos encontrá-las em lojas de produtos naturais. Basta despejar um copo de água fervendo em uma colher de chá de raíz. Mexa bem e deixe esfriar, filtrando em seguida. Após isso, basta aplica à pele com uma compressa e deixar agir pode 15-20 minutos. Em seguida, enxague bem.

    Bicarbonato de Sódio

    Foto: tuasaude.com / O bicarbonato de sódio pode ser usado para o diversas coisas, incluindo o tratamento de manchas na pele ou até mesmo limpeza de móveis.

    Esse método consiste em preparar uma massa usando bicarbonato de sódio com água morna e esfoliar em seguida. Basta colocar a massa sobre os pontos que quer tratar e deixar descansar por 15 minutos. Em seguida, enxague bem. Basta misturar duas colheres de chá de água com uma colher de sopa de bicarbonato.

    Loção de Pepino

    Foto: tuasaude.com / A loção de pepino é extremamente eficaz no tratamento de peles oleosas.

    Essa loção é composta pelo suco de pepino que pode ser preparado batendo no liquidificador sem casca e sem sementes. A loção é extremamente útil para as pessoas que sofrem com oleosidade na pele. Para um melhor resultado no tratamento contra manchas na pele, basta juntar a loção com uma colher de chá de bicarbonato de sódio, fazendo um creme. Aplique sobre o local e deixe por um tempo.

    E aí, o que você achou dessa lista? Compartilhe com seus amigos e ajude-os a combater as manchas escuras na pele.

    Fontes: Foreo, Greenme, eCycle

    Imagens: Tua Saúde, M de Mulher

  • ,

    Hot

    7 coisas que você nunca deve fazer com seus cabelos

    Como dizem por aí, o nosso corpo é o nosso templo e, sendo assim, precisamos sempre estar trabalhando para uma melhoria do mesmo. Um corpo bonito e bem cuidado eleva a autoestima e nos faz viver melhor. Para isso, as pessoas apostam em maquiagens, produtos de beleza, malhação e um penteado diferente. Sim, os nossos cabelos estão entre as partes mais amadas do nosso corpo. Uma mudança no estilo ou na cor pode fazer toda a diferença. No entanto, existem diversas coisas que fazemos diariamente que podem estar acabando com os cabelos. Acredite ou não, mas até mesmo o hábito de lavar diariamente causa um impacto negativo nessa região do corpo.

    Pensando um pouco sobre isso, resolvemos trazer uma lista que vai ajudar muito. Confira conosco 7 coisas que você nunca deve fazer com seus cabelos e surpreenda-se. Há restrições de coisas que fazemos durante o banho, pós-banho e até mesmo no salão de beleza. Sem mais delongas, veja.

    Exagerar no condicionador

    Foto: tuasaude.com / A quantidade de condicionador do tamanho de uma moeda já é o suficiente para hidratar os cabelos.

    Muitas pessoas colocam muito condicionador na hora de lavar, pois acreditam que quanto mais, melhor ficará o cabelo. Para evitar a oleosidade, basta aplicar o condicionador somente nas pontas dos cabelos, onde realmente precisa de hidratação. Não coloque o produto no couro cabeludo.

    Escovar os cabelos ainda molhados

    Foto: tuasaude.com / Os cabelos molhados são frágeis e podem quebrar facilmente, ocasionando em calvice.

    Após a lavagem, os cabelos ainda estarão úmidos e, ao desembaraçá-lo, a tendência é puxar os fios e quebrá-los. Esse trauma pode ainda afetar a raiz, o que ocasiona em queda. É recomendado jamais pentear os cabelos no chuveiro. Após lavá-lo, seque com uma toalha e somente depois use um pente com dentes largos para desembaraçar. Só prenda o mesmo quando ele estiver totalmente seco.

    Usar muito chapinha, secador ou modelador

    Foto: tuasaude.com / A alta temperatura da chapinha, secador ou modelador podem danificar profundamente o nosso cabelo.

    Não é que seja proibido, mas a alta temperatura constantemente pode fazer muito mal ao cabelo. Se o cabelo for fino, ele precisa de menos calor para secar, alisar ou ondular, coisa que muitas pessoas nem prestam atenção.

    Exagerar nos tratamentos químicos

    Foto: tuasaude.com / Produtos químicos são capazes de causar diversos danos aos cabelos, incluindo a queda total.

    Todos nós sabemos que a grande quantidade de química pode fazer mal para qualquer parte do corpo de qualquer pessoa. Quem costuma tingir o cabelo, fazer relaxamento ou alisamento precisa esperar um tempo para poder fazer outro procedimento. Respeitar o período dá mais tempo de vida aos cabelos, pois quando há excesso de química, corre o risco até mesmo de ficar calvo (a) por completo.

    Usar pentes ou escovas sujas

    Foto: tuasaude.com / Nossas escovas podem ser o lar de diversas bactérias capazes de danificar profundamente nossos cabelos.

    Diversas partículas e pele morta ficam presas nas escovas quando escovamos os cabelos. Esse é o lugar perfeito para o acúmulo de vários tipos de bactérias. Os germes contidos em escovas sujas podem ir para o couro cabeludo e causar danos irreparáveis. É recomendado sempre higienizar a escova ou pente.

    Lavar os cabelos com água muito quente

    Foto: tuasaude.com / O número de lavagem recomendava pode subir para três se o cabelo for bastante oleoso.

    As glândulas do couro cabeludo são capazes de produzir óleos naturais essenciais para a saúde do cabelo. A água muito quente consegue eliminar esses óleos, fazendo com que os cabelos fiquem mais secos e quebradiços. A lavagem constante também pode resultar nisso. Os cabeleireiros recomendam lavar os cabelos duas vezes por semana, apenas e ainda sim utilizando água apenas morna.

    Tomar muito Sol

    Foto: tuasaude.com / Os raios UV são responsáveis pelos cabelos secos e com muitas pontas duplas.

    Sempre passamos protetor solar no corpo quando vamos ficar muito tempo no Sole até nos esquecemos dos cabelos. Os raios UV são responsáveis por cabelo descolorido, seco e com muitas pontas duplas. Não é recomendado ficar muito tempo exposto ao Sol ou não utilizar um chapéu para se proteger.

    E aí, o que você achou dessa matéria? Compartilhe com seus amigos.

    Fontes: Incrível, Boa Forma, Buykud

    Imagens: Tua Saúde, Segredos do Salão

  • ,

    5 benefícios da água com limão para nossa saúde

    Um das mais famosas técnicas que se popularizou bastante nos últimos anos no mundo fit foi beber água com limão todos os dias. No início existiam muitos mitos sobre consumir essa mistura e com o passar do tempo foi se aprendendo o que ela realmente fazia e o que ela definitivamente não fazia.

    Água com limão não é nenhuma mistura milagrosa, ela simplesmente vai ajudar em diversos pontos do seu corpo, uma vez que você já esteja levando uma vida saudável. Um dos maiores mitos sobre isso é que beber água com limão todos dias pela manhã em jejum era igual uma corrida para nosso corpo. Apesar de ser a mais pura mentira, você pode ter outros benéficos fazendo isso. O Pilula Verde separou X benefícios da água com limão para nossa saúde:

    Melhora a qualidade da sua pele

    Foto: tuasaude.com

    Primeiramente você beberá água, o que por si só já é ótimo para a pele. Quando misturada com o limão, quem é uma rica fonte de vitamina C, os resultados são melhores ainda. Essa vitamina ajuda diretamente na redução de acnes e também no aparecimento de rugas. Lembrando que as pesquisas ainda precisam de mais tempo para ver como isso realmente funciona.

    Ajuda na digestão

    Foto: tuasaude.com

    A água com limão é usada bastante, principalmente por pessoas mais antigas, como um “laxante” natural. A dica é tomar água pela manhã logo ao acordar, sem comer nada antes, isso vai movimentar seu sistema digestivo. Ainda são necessários mais pesquisas, mas estudioso acreditam que essa mistura estimula que o fígado produza biles, um dos elementos principais para a digestão.

    Ajuda na perda de peso

    Foto: tuasaude.com

    O limão pode ajudar de duas formas na perda de peso, uma ainda precisa ser comprovada sua eficácia em humanos, enquanto a outra já é comprovada. A comprovada pela ciência está ligada a pectina, que é encontrada em abundância no limão. Consumir essa fibra faz com que você tenha menos apetite e consequentemente consuma menos calorias durante seu dia.

    A segunda forma foi estudo apenas em ratos, porém os resultados em humanos parecem ser promissores. O limão também é rico em antioxidantes polifenóis, que reduziu consideravelmente o ganho de peso dos animais. Se não fosse o bastante, esses camundongos tiveram uma melhora com relação a diabetes, uma vez que ficaram mais resistentes a insulina.

    Ótimo para o sistema imunológico

    Foto: tuasaude.com

    Nesse ponto temos diversos elementos presentes no limão que podem ajudar contra diversas doenças, além de estimular nosso sistema imunológico. Primeiramente temos a vitamina C, que é útil contra resfriados e gripes. A vitamina C também é contra asma, além de melhorar a absorção de ferro, que é importante para nossa imunologia.

    Pode ser ótimo contra pedra nos rins

    Foto: tuasaude.com

    Por incrível que pareça, o limão ajuda a deixar a urina menos ácida. Quem age nesse momento e o citrato, que é um dos componentes do ácido cítrico. A mistura, bebida diariamente, pode quebrar algumas pequenas pedras, além de ate ajudar a beber mais água, que ajuda a prevenir o aparecimento de novas pedras.

    E aí, o que achou dessas dicas? Comenta ai e compartilha com todo mundo.

    Fontes: Healthline, Frutas do Cavalo, Greenme

    Imagens: Tua Saúde, Boa Forma

  • ,

    7 formas de tratar doença de chagas de forma natural

    A Doença de Chagas, também chamada de Chaguismo, Tripanossomíase Americana e Mal de Chagas é um problema que costuma atingir bastante pessoas na América do Sul, Central e no México. Há alguns casos encontrados nos Estados Unidos, mas predomina nesses três lugares citados. Essa doença trata-se de uma inflamação transmitida por um parasita que, por sua vez, se faz presente nas fezes de alguns insetos. Estima-se que somente no Brasil tenha pelo menos 3 milhões de pessoas infectadas com esse mal.

    O tratamento para a doença de Chagas envolve diversos medicamentos e tempo, como todos os de outras doenças. Por sorte, há alguns métodos naturais de combater a doença e foi pensando nisso que resolvemos trazer essa lista. Listamos algumas formas de lidar com a doença de chagas de forma natural, utilizando remédios caseiros e que podem ser feitos facilmente. Confira conosco a seguir. Alertamos ainda que, sentindo algum efeito não esperado desses remédios, procure um médico.

    Chá de semente de sucupira

    Foto: tuasaude.com / O chá de semente de sucupira tem propriedades anti-inflamatórias, antibióticas, antioxidantes, anestésicas e anticarcinogênicas.

    Diversos estudos mostraram que os efeitos dessa bebida ajuda a combater à doenças parasitárias, como a doença de chagas. O chá de semente de sucupira pode ser preparado e tomado diversas vezes ao dia, inclusive como um reforço na hidratação feita com água. É simples fazer: basta triturar as sementes e levá-las ao fogo em água fervente. Só adicione as sementes quando a água estiver fazendo borbulhas. Deixe por 2 minutes e desligue. Quando a bebida esfriar, coe e beba.

    Chá de carqueja

    Foto: tuasaude.com / O chá de carqueja ajuda ainda a combater problemas digestivos, desintoxica o fígado e reduz o colesterol.

    Esse chá é bastante eficaz no combate à doença de chagas por causa de suas propriedades anti-Trypanosoma Cruzi, ou seja, combatem o inseto causador da moléstia. Para preparar, basta colocar 2 colheres de sopa de folhas picadas da planta em água fervente e desligar o fogo em seguida. Tampe a vasilha em seguida, deixe descansar por uns minutos. Após isso, basta coar e beber. Não beber em excesso, pois o mesmo pode causar ingestão.

    Suplementos nutricionais naturais

    Foto: tuasaude.com / Os suplementos naturais têm como função fortalecer o nosso sistema imunológico.

    A pessoa que sofre do mal de chagas precisa ingerir suplementos nutricionais naturais. Isso faz com que fortaleça o sistema imunológico. É indicado, nesse caso, mel puro (pelo menos uma colher de sopa antes de dormir), geléia real e levedura de cerveja. Esses métodos ajudam a melhorar o sistema e combater a doença.

    Cura de limão

    Foto: tuasaude.com / O limão tem propriedades bastante benéficas para a nossa vida, combatendo de manchas escuras na pele até enriquecendo o nosso corpo com vitamina C.

    O limão, como sabemos, é bastante benéfico em diversas coisas, incluindo a doença de chagas. Basta espremer alguns limões e tomar o seu suco com água. Caso não haja nenhuma contraindicação médica, o procedimento pode ser realizado a cada 2 meses.

    Chá de Guaçatonga com Alecrim

    Foto: tuasaude.com / O chá de alecrim combate a tosse, gripe, asma, equilibra a nossa pressão arterial e auxilia no tratamento de dores reumáticas e contusões.

    Basta colocar uma colher de sopa das suas plantas em água fervente, por 5 minutos. É indicado beber de 2 à 3 xícaras por dia. Não é indicado tomar o chá durante a “cura de limão”. Separe um dia, fora desse tempo, para não tomá-lo, ou seja, beba por seis dias e folgue um. No dia de folga do chá, beba bastante água.

    Argila no abdômen

    Foto: tuasaude.com / A argila é muito utilizada também em tratamentos para a pele, principalmente na região facial.

    Recomenda-se fazer aplicações periódicas de argila no abdômen para amenizar alguns sintomas dessa doença. A argila pode ajudar a combater a febre, as dores na barriga e problemas digestivos. Coloque argila sobre a barriga e fique por uma ou duas horas, podendo ainda passar a noite inteira. Isso vai depender do tempo que você aguentar.

    Exercícios Respiratórios

    Foto: tuasaude.com / Exercícios respiratórios ajudam o nosso corpo de várias formas, incluindo a melhora do funcionamento dos órgãos.

    Diversos especialistas recomendam que os pacientes com Chagas façam caminhadas todos os dias ou conforme o médico indicar. Esse exercício melhora a respiração e, consequentemente, os batimentos cardíacos que costumam ficar irregulares quando estamos sofrendo com a doença.

    E aí, o que você achou dessa lista? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

    Fontes: Cida de Verde, Tudo Ela, Tua Saúde

    Imagens: Tua Saúde, Nossa Rádio USA

  • ,

    7 benefícios do óleo de rícino para a nossa saúde

    Existem diversos compostos naturais que trazem muitos benefícios para a nossa saúde e um deles é o óleo de ricino. Você já ouviu falar sobre ele e todos os seus benefícios? Esse é um óleo extraído das sementes da mamona. É uma substância rica em nutrientes e geralmente é utilizada para fins estéticos e medicinais. O produto é capaz de apresentar ótimos resultados para usos cosméticos. A sustância é bastante utilizada para fins medicinais, visto que diversos povos usam em terapias naturais. Há muito tempo se usa, pois há registros do mesmo para obter efeitos laxativos, lubrificantes, anti-inflamatórios e antioxidante no Egito Antigo.

    O extrato natural adentrou no mercado cosmético por causa das elevadas quantidades de ômega 6 e 9, sendo bastante buscado para tratamentos capilares e na pele. Pensando melhor sobre esse óleo, resolvemos trazer essa matéria listando alguns benefícios do óleo de rícino para a nossa saúde. Confira conosco a seguir.

    Alívio nas dores musculares

    Foto: tuasaude.com / O óleo de rícino pode ser misturado com óleo de camomila romana para dar um efeito curativo ainda maior.

    Esse óleo é considerado um óleo quente que promove a circulação de fluídos no corpo. Ele pode ser usado para massagens, aliviando a dor resultante do excesso de trabalho muscular. Atletas costumam usar para lidar com as dores nas panturrilhas e coxas após exercícios. Basta aplicar um pouco sobre a área e esfregar bem.

    Alivia dor nas juntas

    Foto: tuasaude.com / O óleo de rícino pode ser utilizado em tratamentos de artrite.

    As propriedades analgésicas e anti-inflamatórias do ácido rícinoleico, presente em quase 90% do óleo de rícino, foram documentadas. Parte dos benefícios do óleo vem de sua ação descongestionante no sistema linfático. Os vasos linfáticos, que formam uma ampla rede em todo o corpo, são capazes de coletar resíduos dos tecidos e levá-los ao sangue para eliminações. Quando esses vasos congestionam, podemos sofrer com várias doenças, como a artrite que causa dor e inflamação nas articulações. O óleo de ricino dificulta o congestionamento, fazendo com que a linfa mova livremente.

    Realça cor dos cabelos

    Foto: tuasaude.com / O óleo de rícino é utilizado para manter a umidade natural do cabelo, fazendo com que a cor fique mais intensa.

    Esse óleo pode ser utilizado para melhorar a cor natural dos cabelos, fazendo com que ele se pareça mais grosso e brilhante. Ele é um óleo que bloqueia a umidade. Quando aplicamos nos cabelos, ele preserva a umidade natural nas raízes, tornando cada fio mais grosso e escuro. Devemos aplicá-lo após lavar e secar levemente. Uma colher de sopa é o suficiente.

    Trata problemas de pele

    Foto: tuasaude.com / O óleo é utilizado para hidratação da pele e em combate a marcas, verrugas e acnes.

    Além de agir como hidratante, esse óleo é utilizado para tratar acne, verrugas e marcas na pele. Isso porque ele apresente propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias. Basta aplicar o óleo de rícino sobre o local desejado com um algodão. O problema geralmente é resolvido em duas semanas.

    Ajuda contra a insônia

    Foto: tuasaude.com / O método contra a insônia não é comprovado cientificamente, mas diversas pessoas relataram os benefícios.

    Esse é um problema que muitas pessoas enfrentam. Ainda não está claro como esse óleo ajuda a induzir o sono, mas há diversos relatos de pessoas que usam nos cabelos ou ao redor dos olhos antes de dormir. Elas afirmam que isso faz com que caiam no sono rapidamente.

    Conservante

    Foto: tuasaude.com / Esse é um método perfeito para quem quer fugir de conservantes químicos e já foi utilizado várias vezes na indústria alimentícia.

    O óleo contém propriedades antifúngica e já foi bem utilizado na indústria de alimentos. Diversos grãos recebem um revestimento contendo o óleo quando precisam ser armazenados por um longo período de tempo. Esse óleo ainda parece repelir pragas e insetos capazes de danificar os alimentos. Se você quer fugir de conservantes físicos, esse óleo é natural e seguro.

    Hidrata a boca

    Foto: tuasaude.com /  O óleo é bastante eficaz no verão, quando a temperatura e a baixa umidade do ar trazem problemas para nossos lábios.

    Com o verão chegando, muitas pessoas enfrentam problemas com a boca seca e rachada. Além dos benefícios do óleo para a pele, ele é capaz de fazer milagres para lábios secos e rachados. Diversos remédios e protetores labiais contêm esse óleo em sua composição.

    E aí, o que você achou dessa matéria? Compartilhe desde já com seus amigos.

    Fontes: Mundo Boa Forma, eCycle, Minuto Saudável

    Imagens: Tua Saúde, VIX

  • ,

    Conheças os benefícios da aloe vera para nossa saúde

    A tão conhecida industrialmente como aloe vera, tem diversos outros nomes populares. Caraguatá, Erva de Babosa, Babosa de Botica, Babosa de Jardim e simplesmente por Babosa, são alguns dos nomes utilizado popularmente para chamar essa planta que para muito é simplesmente milagraosa.

    Sua origem é africana e se popularizou muito aqui no Brasil, sendo encontrado em muitas casas, principalmente do interior do país. Existem mais de 300 espécies de babosa, sendo que aloe vera é a mais conhecida. Ela é muito utilizada como produto de beleza, mas existem diversas outras coisas boas que ela pode fazer para nossa saúde, principalmente quando você consome o suco da planta.

    Uma curiosidade antes da nossa lista, é que alguns historiadores acreditam que um dos segredos para a beleza de Cleópatra, seja a babosa. Sem mais delongas, vamos a nossa lista. Conheça 5 benefícios da aloe vera para nossa saúde:

    Ótima contra queimaduras e cicatrização

    Foto: tuasaude.com

    Talvez o uso mais comum para a babosa, logo depois hidratação do cabelo, é contra queimaduras. Você pode utilizar a polpa dessa planta para passar em queimaduras se primeiro a segundo grau, incluindo queimaduras solares. Outro ponto que essa planta surpreende é na cicatrização, ela pode acelerar até 9 dias a cicatrização de queimaduras e de alguns machucados simples.

    Ajuda o sistema digestivo

    Foto: tuasaude.com

    Finalmente chegamos no não tão famoso suco de babosa. Basta bater a poupa com o pouco de água para fazer esse suco e seus benefícios são incríveis. Esse suco limpa o trato digestivo, ajudando a melhorar a digestão de várias formas. A aloe vera regula as excreções de resíduos, regulo movimentos intestinais, ajuda com o refluxo gástrico, elimina bactérias ruins presentes no intestino e também mostrou propriedades antiparasitárias e antimicrobianas. Então se você tem problemas com intestino preso, diarreia e até mesmo parasitas, não pense duas em tomar um bom suco de aloe vera.

    Impede o acúmulo de placas dentárias

    Foto: tuasaude.com

    Aqui também vamos utilizar o suco de babosa, que pode ser uma ótima alternativa para quando o enxaguante bucal estiver caro ou você simplesmente quiser utilizar coisas naturais no seu dia a dia. Um estudo de 2014 mostrou uma grande eficácia de se enxaguar a boca com suco de aloe vera. Fazer bochechos com o suco era tão bom quanto um enxaguante bucal industrializado, principalmente na hora de combater a placa dentária.

    Reduz o açúcar no sangue, impedindo a diabetes

    Foto: tuasaude.com

    A diabete é uma doença extremamente complicada de se viver, porém com uma alimentação adequada e também com a ajuda do suco de babosa, você pode evitá-la. Estudos, tanto em animais quando em humanos, mostraram que o suco pode ajudar muito pessoas que tem risco de se tornar diabéticos.

    Pode ser ótimo contra a perda de cabelo

    Foto: tuasaude.com

    A aloe vera além de hidratar os cabelos de forma incrível, também ajuda contra a alopécia. A planta está tão famosa nesse ponto que muitas empresas já estão incluindo babosa em seus produtos contra essa doença. Um estudo de 2010 mostrou que a polpa aplicada diretamente na cabeça promoveu a redução da queda e até mesmo a regeneração do cabelo. É sempre bom utilizar quando a doença ainda está no começo, em casos mais avançados é quase impossível.

    E aí, o que achou? Comenta aí e compartilha com todos que precisam dessas informações.

    FontesAlive by Nature, Mundo Educação

    Imagens: Tua Saúde, Aloe Infusion